Veja a diferença dos financiamentos estudantis e escolha o melhor para você

O Brasil conta com inúmeros tipos de financiamentos estudantis, hoje em dia, para atender o objetivo de levar a oportunidade de graduação a pessoas com baixa renda familiar. Se você é uma dessas pessoas, que sempre sonhou em cursar uma faculdade, mas não levou adiante por falta de condições financeiras, fique atento a esse artigo.

O financiamento estudantil é uma forma de você cursar o ensino superior sem pesar no bolso. Você poderá ganhar uma bolsa parcial ou integral dependendo da modalidade escolhida, e assim, vai conseguir se dedicar muito mais aos estudos, sem sofrer com dívidas na faculdade e prestações caríssimas.

financiamento-estudantil

Há opções idealizadas pelo governo federal e o Ministério da Educação e também aquelas criadas a partir de iniciativas privadas, com apoio de inúmeras instituições de ensino. A maioria delas contemplam, principalmente, pessoas que ainda não têm

Quais são as diferenças entre os financiamentos estudantis brasileiros? Quais são as formas de pagamento? Quais são as faculdades participantes desses programas? Nós vamos responder essas perguntas!

Prouni – Financiamentos estudantis

O Prouni – Programa Universidade Para Todos foi criado pelo Governo Federal em 2004 para incentivar pessoas de todo o Brasil e concluírem uma graduação. Esse programa é destinado, principalmente, a quem vem de famílias com baixa renda e só podem concorrer quem ainda não tem uma faculdade no currículo.

As bolsas do Prouni consistem em duas modalidades: a integral, que concede 100% de isenção na taxa da mensalidade, ou seja, o estudante não paga nada durante nem após a conclusão do curso. E a parcial, que concede 50% de desconto nas mensalidades, ou seja, o governo arca com metade do valor, todos os meses, para o aluno.

prouni

Prouni. Imagem:divulgação

As inscrições para esse projeto abrem duas vezes ao ano, uma no primeiro semestre, outra no segundo. Para participar, é preciso realizar a prova do ENEM – Exame Nacional do Ensino Médio no ano anterior à inscrição e ter atingido uma nota mínima nas questões gerais de 450 pontos e não ter zerado na redação.

Além disso, o Prouni estabelece algumas regras para os candidatos, como: é preciso ter renda familiar de até um salário mínimo e meio por pessoa para requisitar uma bolsa integral; e é preciso ter renda familiar de até três salários mínimos por pessoa para requisitar uma bolsa parcial.

As inscrições para 2016 já terminaram, mas se você realizar o ENEM 2016 poderá se candidatar a uma bolsa no Prouni 2017 gratuitamente. Para mais informações acesse o site do programa: www.siteprouni.mec.gov.br/

PEP – Financiamentos estudantis

O PEP, Parcelamento Estudantil Privado é um programa de parcelamento dos estudos de ensino superior. Há uma lista com seis faculdades participantes e você escolherá a que melhor se encaixa em seu perfil e que oferece o curso que quer cursar.

pep

PEP financiamento estudantil. Imagem:divulgação

O valor a ser parcelado é o da mensalidade (o que você deve pagar todos os meses) e, até o momento, só é válido para alunos matriculados em cursos presenciais. São seis instituições que se uniram em prol dos estudantes brasileiros.

Você consegue parcelar até 70% da faculdade sem qualquer tipo de acréscimo ou juros. O pagamento é feito somente depois da formação no mesmo tempo de duração do curso e não exige que a pessoa tenha realizado o ENEM.

Para mais informações, acesse: http://www.parceleafaculdade.com.br/

FIES – Financiamentos estudantis

O FIES é um programa também pelo Governo Federal e o Ministério da Educação, que é destinado a financiar a graduação de estudantes matriculados em faculdades privadas. Com esse benefício, os alunos não recebem descontos como no PROUNI, mas é a opção de financiar os estudos, começando a pagar somente depois de se formar.

No segundo semestre de 2015, os financiamentos concedidos com recursos do FIES passaram a ter taxa de juros de 6,5% ao ano. É possível se candidatar em qualquer período do ano, desde que esteja matriculado em alguma instituição de ensino superior.

fies

Fies. Imagem:divulgação

O aluno que optar pelo financiamento estudantil FIES deverá seguir essas formas de pagamento:

Fase de utilização: Durante o período de duração do curso, o estudante pagará, a cada três meses, o valor máximo de R$ 150,00.

Fase de carência: Após a conclusão do curso, o estudante terá 18 meses (um ano e meio) de carência para recompor seu orçamento. Nesse período, o estudante pagará, a cada três meses, o valor máximo de R$ 150,00.

Fase de amortização: Encerrado o período de carência, o saldo devedor do estudante será parcelado em até 3 vezes o período financiado da duração regular do curso.

Para se inscrever é preciso acessar o Sistema de Seleção do FIES e preencher o cadastro inicial. Para mais informações acesse o site do programa www.sisfiesportal.mec.gov.br/

Educa Mais Brasil – Financiamentos estudantis

O programa Educa Mais Brasil é considerado um dos maiores no que se trata de inclusão educacional no Brasil. Ele não tem ligação com o governo federal, diferente do Prouni, mas estabelece uma parceria com mais de 15 mil instituições de ensino.

Ele não oferece somente bolsas para cursos de ensino superior, mas para diversos outros. Você pode conseguir descontos em cursos de pós-graduação, educação básica, cursos técnicos, cursos de idiomas, cursos livres, preparatórios para concursos, pré-vestibular para o EJA – Educação Jovens e Adultos.

educa-mais-brasil

Educa mais brasil. Imagem:divulgação

O Educa Mais Brasil foi implantado para conceder bolsas parciais a quem não tem condições de pagar mensalidades integrais em faculdades privadas. Quem requisitar uma bolsa através do programa pode conseguir até 70% de desconto na mensalidade.

Esse programa é voltado, principalmente, para estudantes de baixa renda familiar e que estão fora do cenário estudantil. Você pode se inscrever em qualquer período do ano letivo.

Para se inscrever gratuitamente e saber mais informações, acesse o site www.educamaisbrasil.com.br

Comente (será moderado)